Amor? Eu nunca soube de nada. Eu sempre quis te chamar de amor no bom dia, no boa tarde, na hora de te dar boa noite. Amor? Eu nunca soube de nada. Eu sempre quis te ver nas tardes ensolaradas e nas noites frias, só pra te chamar de amor seria o suficiente. Amor? Eu nunca soube de nada. Eu sempre fiz minhas frases mal feitas para tentar conquista-la. Amor? Eu nunca soube o quanto eu conseguia lhe fazer sentir amada pelo meu amor. Amor? Sussurrei seu nome inúmeras vezes, só meu travesseiro sabe. Amor? É repetitivo, mas insisto. Bato mais uma vez na porta, você está aí? Amor? Eu nunca soube de nada, mesmo que eu desconfia-se de tudo. Agora? Bem, agora eu só queria dizer que eu acredito, que eu não duvido, não duvido de você, mas parece tarde… Talvez minhas falhas tenham ultrapassado o limite das feridas que causei ao seu coração, mas amor, eu nunca soube de nada. Portanto te escrevo pra dizer, que hoje, mais do que nunca eu sei de tudo, eu sei dos planos que fizemos, dos sonhos que sonhamos, das milhares de mensagens que trocamos e das músicas que em nossa sintonia compartilhamos, dos sentimentos novos que apenas nós dois sentimentos. Amor? Só queria dizer que hoje, eu queria fazer parte do seu tudo, mesmo não sendo nada. Eu lembro das etapas três etapas que deveríamos passar, a da amizade, excelentíssima etapa, na qual você foi sempre aprovada com louvor, você sempre esteve do meu lado. A da fidelidade e o amor, como eu pude demorar tanto para perceber que essa etapa estava mais que evidente que estávamos passando? Na minha memória fica tão claro quando relembro dos planos que você tentava me encaixar. Da nossa casa fora da cidade pro barulho não incomodar e nem as pessoas, sem escadas, apenas filhos. Lembro das vezes que eu dizia que você seria minha, como se eu soubesse algo que iria acontecer por diante. Amor? Eu nunca soube que nenhuma dessas coisas estavam sendo realizadas, eu que sempre fui detalhista, desta vez não reparei nos detalhes e nos teus sinais. Amor? Eu nunca dei o devido valor as chances que você me deu, ao menos não soube que seriam oportunidades que eu deveria abraçar. Mas sabe? Entendo suas incertezas, eu as gerei com meus erros. Uma hora isso vai passar, eu sei que vai, agora só quero te esperar.

A maior inspiração do cara mais idiota do mundo, Dois tons de amor.  (via doistonsdeamor)



Santa Margarita Ranch Wedding xPhotography // David Pascolla
kurkova:

Elie Saab PFW 2014
dreams-of-cities:


A perfect summer evening in Milan, Italy